Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Procon Fortaleza, órgão que fiscaliza infrações ao direito do consumidor, recebeu 458 denúncias referentes à abusividade de preços em itens de supermercado e ainda de máscaras e álcool em gel. Estes produtos de proteção e higienização, respectivamente, vêm sendo mais demandados nos últimos dias, em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a diretora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, um dos itens cujos preços vêm sendo mais questionados pela população é a bandeja de ovos comercializada em supermercados.

Estabelecimentos do tipo, conforme prevê decreto estadual, estão liberados para funcionar mesmo durante a quarentena, pois são considerados serviços essenciais, bem como farmácias, lavanderias, postos de combustíveis e funerárias.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp