Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

“Resultado espetacular” – foi assim que o correspondente Alverne Lacerda classificou a safra de algodão ecológico colhida em 2020. Após iniciarem a produção do algodão sem uso de inseticida, os agricultores colheram em 2017 um total de 11 toneladas, já em 2018 a quantia subiu para 18 toneladas e em 2019 com a boa chuva ficou em 38 mil toneladas. Já neste ano, a produtividade deu um salto de mais de mil por cento e chegou a mil toneladas de algodão ecológico.

Segundo Alverne, o algodão é produzido em cinco municípios da região dos Inhamuns (Tauá, Parambu, Quiterianópolis, Independência e Boa Viagem) e os agricultores da são congregados pela ADEC (Associação Comunitária), os quais são orientados para plantar o algodão o quanto antes na última semana de dezembro ou primeira semana de janeiro, numa técnica para afastar e muito a praga do bicudo.

O correspondente Alverne Lacerda ainda destaca o algodão produzido em Tauá vai para o Rio Grande do Sul e de lá parte para a Europa onde é muito utilizado na produção de tênis. Atualmente, uma arroba do algodão custa em torno de 42 reais.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp