Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O prazo para a regularização e renegociação de dívidas rurais com o Banco do Nordeste encerra em dezembro. O benefício vale para liquidação de dívidas contratadas até 2011, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e podem garantir descontos que vão até 95% sobre o saldo devedor.

O Banco do Nordeste informou também que os comerciantes de Fortaleza poderão contar com recursos de R$ 200 milhões para a formação de estoques de mercadorias de final do ano. O valor será distribuídos em operações de crédito no âmbito da linha FNE Giro, com taxas de juros a partir de 0,49% ao mês, prazo de até 18 meses para pagamento e carência de até três meses.

“Esse recursos são destinados a reforçar o capital de giro dos comerciantes de Fortaleza. O Banco analisa a capacidade de endividamento do comerciante e define o quanto ele pode ter de financiamento”, explica o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), Assis Cavalcante. iniciativa resulta de parceria entre o Banco e a Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza.

Negociação com produtores

Se o produtor quiser renegociar, o prazo para pagamento pode estender-se a 2030, iniciando as parcelas em 2021. No Ceará, já foi regularizado mais de R$ 1,3 bilhão em dívidas rurais, distribuído em 55,2 mil operações e beneficiando cerca de 220 mil pessoas somente no Estado.

Mais de 300 mil operações foram regularizadas com agricultores dos Estados nordestinos e norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.

Dessas repactuações 137,5 mil foram realizadas com a opção de liquidação de toda a dívida. Ao todo, 92% das renegociações foram efetivadas com mini produtores rurais, incluindo beneficiários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Com informação do G1

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp