Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os professores da rede municipal de ensino de Caucaia deverão retornar às salas de aula na próxima segunda-feira, 20, acolhendo a proposta da Secretária de Educação do Município, Lindomar Soares. No entanto a categoria rejeitou novamente o calendário apresentado pela gestora que prevê a utilização de 5 sábados letivos para fechar o ano letivo ainda em 2017. A proposta do sindicato é que esses 5 dias letivos sejam colocados para janeiro de 2018. O descompasso no calendário se deve a greve dos professores municipais no ano passado, o que obrigou o ano letivo de 2016 ser encerrado em 23 de janeiro deste ano.

A categoria esteve reunida em assembleia na sede do Sindicato dos Servidores Municipais de Caucaia – Sindsep quando deliberaram sobre as respostas da gestão municipal às demandas da categoria protocoladas pela entidade e que estevam em processo de negociação. O primeiro ponto debatido foi a proposta de reajuste 7,64% para o magistério, com retroativo a janeiro. A medida foi aprovada pela base e o sindicato buscará junto a gestão que o retroativo não seja parcelado em duas vezes, como propõe a prefeitura.

Já a proposta sobre as progressões horizontais e vertical, também foi aprovada, com o encaminhamento de que seja buscado o pagamento das progressões horizontais, sendo uma no primeiro semestre e outra no segundo. A sugestão da Secretaria de Educação foi de contemplar 101 professores com a progressão vertical, que é a mudança de nível. Estes haviam dado entrada em processos ao longo do tempo e não haviam sido contemplados. E para a progressão horizontal especificamente do magistério, o município diz que vai concluir a análise de impacto financeiro da medida e a quitação da demanda deve ser anunciada ainda neste semestre, através da comissão gestão de carreira.

Conforme o Sindsep, a deliberação pela rejeição do sábado letivo considera que a carga-horaria dos profissionais do magistério, de 20hs e 40hs, é bastante extenuante e que já houve uma luta muito árdua para não ter expediente nestes dias em Caucaia. Além da pauta do calendário, Lindomar falou também das mudanças curriculares, do fechamento de anexos sem condições de funcionamento e das mudanças para P1 e P2. Por fim, a secretária disse que a gestão terá um olhar diferente para a séries iniciais, priorizando a educação infantil e as creches.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp