Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A reforma previdenciária mudou regras para a concessão de benefícios previdenciários e, na área do magistério, muita gente fica na incerteza sobre o tempo certo para pedir a aposentadoria. Ouvintes recebem, também, orientação sobre pensão por morte, auxílio emergencial, LOAS e aposentadoria especial.

As perguntas, com dúvidas de membros do magistério, chegaram ao Jornal Alerta Geral Especial sobre os Caminhos da Aposentadoria e, neste sábado (12), pelo rádio e pela Internet, o Alerta Geral trouxe muitos esclarecimentos para trabalhadores da educação. Acompanhe o programa:

https://www.youtube.com/watch?v=B2wPrtwBQC0

REDE DE COMUNICAÇÃO

O Jornal Alerta Geral Especial sobre os Caminhos da Aposentadoria, gerado a partir dos estúdios da Rádio FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza, é transmitido pela Internet em nossas rede sociais do Ceará Agora e por 33 emissoras de rádio no Interior do Ceará. Os ouvintes e internautas de qualquer parte do Brasil podem deixar a mensagem no whatsApp (85) 99273.4353 que as respostas serão dados no ar, aos sábados, pelo rádio pela Internet.

Dúvidas dos ouvintes

Uma das mensagens é de autoria da ouvinte/internauta Maria Livramento, da cidade de Camocim, que atuou 11 anos como professora, parou de trabalhar, voltou a contribuir com o INSS e quer saber se, aos 58 anos de idade, tem direito a aposentadoria.

A resposta a ser dada pelo especialista em direito previdenciário Tiago Albuquerque é importante para muitos professores que tem a mesma dúvida da dona Maria Livramento.

A professora Stela, de Santa Quitéria, encaminhou pelo whatsApp (85) 99273.4353 uma mensagem pedindo orientação sobre o significado da expressão ‘tempo de conversão’ para os cálculos dos professores que desejam pedir a aposentadoria. Stela completa, no mês de maio de 2021, 25 anos de magistério e pediu ao Jornal Alerta Geral mais detalhes sobre as condições que precisa solicitar a aposentadoria.

ACÚMULO DE BENEFÍCIOS

O Jornal Alerta Geral Especial sobre os Caminhos da Aposentadoria, sob o comando do jornalista Luzenor de Oliveira, responde, também, aos ouvintes e internautas que querem saber se, após receberem o auxílio emergencial no período da pandemia do coronavirus e terem benefícios previdenciários antecipados, podem continuar com os dois pagamentos do Governo Federal.

Esse tipo de dúvida passa a inquietar o Flávio José, da cidade de Aiuruoca, em Minas Gerais. O Flávio diz que estava recebendo o auxílio emergencial, se aposentou e, mesmo assim, o dinheiro da ajuda do governo federal continuou caindo na conta dele. “Estou deixando na poupança o dinheiro e não usei o que fazer. O que devo fazer”, pergunta Flávio, que, neste sábado, recebe orientação para agir em relação ao dinheiro que não o pertence.

A ouvinte/internauta Patrícia, em Fortaleza, quer saber se vai continuar com o auxílio emergencial, pois tem o salário maternidade e recebe o Bolsa Família por um irmão. Patrícia recebe, neste sábado, a partir das 7 horas, pelo rádio e pela internet, informações que a orientam, com segurança, qual procedimento adotar diante dessa situação.

Acompanhe as redes sociais

Instagram: Ceará Agora
Facebook: Ceará Agora
Youtube: Ceará Agora 
Twitter: Ceará Agora