Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os profissionais da área de Educação da Prefeitura de Fortaleza agora podem contar com um programa de atendimento psicológico online que realiza o acompanhamento da saúde mental e a busca de soluções para os possíveis transtornos mentais durante o atual período de isolamento social ocasionado pela pandemia do novo coronavírus.

Foto: Prefeitura Municipal de Fortaleza

O serviço de atendimento psicológico realizado pelo Projeto Sintonia, já era oferecido para profissionais que atuam na linha de frente no combate ao novo coronavírus, como os profissionais da saúde.

De acordo com a primeira-dama de Fortaleza, Carol Bezerra, articuladora da iniciativa, o programa proporciona um apoio emocional aos profissionais na realidade que nos acomete atualmente, quando o estresse, a ansiedade e a depressão estão mais presentes diante das incertezas e do medo que a pandemia têm causado.

“O profissional que esteja necessitando do atendimento, basta acessar o site sintonia.sepog.fortaleza.ce.gov.br, responder ao formulário eletrônico, preencher seus dados pessoais, indicar os motivos para buscar atendimento e sugerir o dia para o atendimento”, detalhou.

Aproximadamente 100 psicólogos estão trabalhando no programa, de segunda a sábado. O programa conta, ainda, com uma equipe de supervisores e um psiquiatra de referência caso seja preciso interconsulta ou encaminhamento. 

“Aqueles que necessitarem de um atendimento mais especializado, são encaminhados para nossa Rede de Atenção Psicossocial do município (RAPS). Essa foi uma demanda do Sindiute, que nós prontamente atendemos, pois acreditamos que é preciso cuidar bem dos professores para que eles continuem realizando o excelente trabalho de cuidar das nossas crianças”, ressaltou.

A secretária de Educação, Dalila Saldanha, diz que a iniciativa é de grande relevância, principalmente diante da expectativa de retorno às atividades escolares presenciais após o isolamento social.

“Esse momento exigirá um cuidado ainda maior com a saúde mental da comunidade escolar. O programa também estará dando apoio psicológico para que nossos profissionais possam superar possíveis danos emocionais que tenham surgido nesse longo período de pandemia”, afirma.

O Projeto é executado em parceria com as Secretarias Municipais da Saúde e Educação e estará disponível de segunda a sexta-feira das 8h às 21 horas, e no sábado, das 14 às 16 horas com consultas de 50 minutos disponibilizadas por meio de links de chamada de vídeo ou voz, dependendo da preferencia do profissional atendido.

(*) Com informações da Câmara Municipal de Fortaleza.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp