Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na manhã deste domingo (21), profissionais da saúde participam de uma manifestação em defesa dos trabalhadores do setor, da democracia e da manutenção do Sistema Único de Saúde (SUS). O protesto ocorreu no Aterro da Praia de Iracema, juntando-se a ato nacional de médicos e médicas.

No ato, cinquenta cruzes foram colocadas na areia ao lado da estátua de Iracema Guardiã, simbolizando e prestando homenagem aos mais de 50 mil de brasileiros vitimados pela Covid-19. Além disto, o grupo protesta contra ações do governo Bolsonaro diante da pandemia.

Outras capitais brasileiras também realizaram os atos simbólicos em locais públicos, entre elas Brasília, Recife, Maceió, Aracajú, São Paulo, Belo Horizonte, Florianópolis e Cuiabá.

No Ceará, a ação é realizada pela Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia – Ceará e pela Rede Nacional de Médica e Médicos Populares – Ceará. Outras seis entidades apoiam o movimento. Entre elas, estão os centros acadêmicos da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade de Fortaleza (Unifor).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp