Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Programa Lagosta Viva, em parceria do Governo do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, com a iniciativa privada, tem como resultado a crescente exportação de pescado. No Ceará, a pesca compete com grandes produtores internacionais e neste ano de 2019 é líder no Brasil, em faturamento, na exportação de pescados – peixes e crustáceos, de acordo com dados do Ministério da Economia.

A pesca no Ceará vem crescendo acentuadamente desde o final de 2017. E somente de janeiro a agosto deste ano, o Estado exportou mais de seis mil toneladas, com faturamento de mais de US$ 47,1 milhões, um crescimento de 199% em relação ao mesmo período do ano passado. Com isso, ultrapassamos os estados do Pará, que no mesmo período exportou US$ 36,4 milhões, e Santa Catarina, com US$ 16,1 milhões.

O destaque foi para a exportação de lagosta, que chegou ao montante de US$ 29 milhões em exportação no período e responsável por 61,52% do pescado exportado no Estado. Somente neste ano foram exportadas cerca de 4,5 mil toneladas de lagosta, sendo 85% da exportação em cauda.

O programa Lagosta Viva prevê um aumento da exportação da lagosta inteira de 1,5 mil toneladas em 2018 para 4 mil toneladas em 2023, uma previsão do Instituto de Ciências do Mar, da Universidade Federal do Ceará.

 

 

 

 

 

 

 

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp