Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AC), promulgou, na manhã desta quinta-feira (2), com a presença de deputados federais e senadores e do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso, a emenda à Constituição Federal que transfere as eleições para o mês de novembro, com o primeiro turno no dia 15 e, no dia 29, o segundo turno. O texto altera, também, outros prazos do calendário eleitoral.

O ministro Luis Roberto Barroso destacou, ao falar durante a sessão solene do Congresso Nacional, a importante decisão adotada pelo Senado e pela Câmara Federal que compreenderam a necessidade de adiamento das eleições em virtude da pandemia do coronavírus. Barroso disse que, com essa decisão, a Justiça Eleitoral comandará um pleito com 140 milhões e, pelo menos e, pelo menos, 700 mil candidatos em 5.570 municípios. Segundo, ainda, Barroso, o Brasil terá uma eleição segura e limpa.

LEIA MAIS

+ Primeiro turno em 15 de novembro: mudança no calendário das eleições municipais será promulgada hoje

CONDIÇÕES SANITÁRIAS


O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, registrou o empenho da Justiça Eleitoral e do Congresso Nacional, com os seus deputados federais e senadores, para aprovação da emenda constitucional para realização de uma eleição que precisa ser adiada para preservar a saúde dos brasileiros – dos eleitores, candidatos e servidores públicos envolvidos na mobilização para escolha dos prefeitos e vereadores dos 5.570 municípios brasileiros.

Veja vídeos da Sessão Solene desta quinta-feira (2):



(*)daqui a pouco mais informações

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp