Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O PTB desistiu de indicar a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), para o Ministério do Trabalho. O partido agora vive o dilema de quem indicar, pois a  maioria dos deputados pretende disputar a reeleição e o prazo para desincompatibilização é 7 de abril.

Cristiane apoia a permanência do ministro interino, Helton Yomura que ligado a ela, mas há resistências dentro da bancada na Câmara. O deputado Jorge Corte Leal (PTB-PE) seria uma opção. Ele disse que pretende disputar a reeleição e que não teria como permanecer à frente do ministério apenas por um mês.

A situação é a mesma para o deputado Alex Canziani (PTB-PR), que também não quer abrir mão de disputar a eleição. Sobram, poucos nomes, como o do deputado Sérgio Moraes (PTB-RS), que ficou conhecido por se “lixar” para a opinião pública.

Já o deputado Josué Bengtson (PTB-PA) teria sinalizado que não está muito disposto a assumir o ministério. Há o deputado Pedro Fernandes (PTB-MA), que não deve concorrer a nenhum cargo, mas teve o nome vetado pelo ex-presidente José Sarney.

Jefferson e Cristiane devem se reunir com o presidente Michel Temer para discutir um novo nome esta semana. Uma reunião com a bancada da Câmara também deve ser realizada.