Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com a pandemia do novo coronavírus, o sistema de educação teve que se reinventar e se adaptar as novas modalidades de ensino. A internet passou a ser aliada nessa nova fase. Cerca de 347 mil estudantes da rede pública estadual de ensino começaram a receber, nesta terça-feira (22), chips com pacote mensal de 20GB para estudantes da rede pública estadual de ensino.

O investimento do Tesouro Estadual nos seis primeiros meses será de quase R$ 30 milhões. O governador Camilo Santana defende que empregar recursos públicos na área da educação é abrir caminhos para que as futuras gerações vivam em uma sociedade mais igual em oportunidades.

“Não temos medido esforços para que nossos jovens possam ter as condições adequadas de estudo, seja em sala de aula ou de forma remota. A única forma de reduzir as desigualdades é dar educação pública de qualidade. Acreditamos no poder da educação na transformação das pessoas, para criarmos um estado mais justo, humano e desenvolvido”, destacou Camilo.

Serão contemplados com o material os estudantes do 6º ao 9º do Ensino Fundamental e do 1ª ao 3ª do Ensino Médio das escolas públicas do Estado e alunos de baixa renda que cursam o Ensino Superior nas universidades Estadual do Ceará (Uece), Regional do Cariri (Urca) e Estadual Vale do Acaraú (UVA), além do Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) e das Faculdades de Tecnologia Centec (Fatec).

Para receber o chip, o aluno deve se dirigir à escola ou universidade que está matriculado para retirar o material, de acordo com a data pré-agendada pela direção.

A ação é coordenada pela Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice) e secretarias da Educação (Seduc) e Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp