Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cerca de 89% dos profissionais de saúde sentem medo do coronavírus, aponta pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV). O percentual mais alto é entre agentes comunitários de saúde e de combate às endemias (ACS e ACE), grupo no qual o medo chega a 91,3%.

Entre os médicos, o número é de 77,7%; entre enfermeiros, 84,3%; e entre os demais profissionais, categoria em que são considerados os relacionados ao Núcleo de Apoio à Saúde da Família ou à gestão e administração dos equipamentos de saúde, a taxa é de 88,2%.

A região Norte do país é a que mais concentra profissionais que relatam ter esse sentimento (92,3%), seguida pelo Nordeste, com 90,6%.

A pesquisa “A pandemia de Covid-19 e os profissionais de saúde pública no Brasil” foi feita com base em entrevistas realizadas online com 1.456 profissionais da saúde pública, de todos os níveis de atenção e regiões do país, entre os dias 15 de abril e 1º de maio.

O levantamento também mostra que 15% dos entrevistados se sentem preparados para lidar com a pandemia, 65% afirmam não estarem preparados e os outros não souberam responder.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp