Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Foto: Reprodução.

Atende e a ligação cai! Essa é a realidade de muitos cidadãos brasileiros que sofrem com o importuno das ligações de operadoras de telemarketing. Oferecendo produtos e serviços diversos, essas ligações muitas vezes são realizadas por máquinas programadas ou robôs, após o indivíduo atender a chamada a mesma é redirecionada e nesse ínterim de segundos acaba caindo fora do ar.

Uma pesquisa solicitada pela Secreataria Nacional do Consumidor (Senacon) aponta que 83% dos brasileiros sofrem com ligações diárias de operadoras telefônicas, ou seja, empresas de telemarketing. Dentre as 3.220 pessoas entrevistadas na pesquisa referente ao mês de abril, 85% dos consumidores reclamam que as chamadas caem logo após o “alô”, isto ocorre porque são robôs programados que realizam as chamadas de maneira aleatória.

O assunto foi destaque hoje no Bate-Papo político do Jornal Alerta Geral (Expresso FM 104.3 + 26 emissoras no interior + Redes Sociais). Na ocasião, o jornalista Beto Almeida comentou sobre as medidas que a Anatel deve tomar para sanar esse problema que incomoda os brasileiros:

A anatel diz que tem um regulamentação sobre o tema dessas ações, das empresas de telemarketing, que são inclusive utilizadas pelas empresas de telecomunicações. Agora se ela tem uma regulamentação sobre o tema, porque não aplica? Se essa regulamentação ainda é fraca porque não muda? Faz uma mudança aprofundada para proteger e dar mais segurança e garantia ao cidadão brasileiro.

O jornalista Luzenor de Oliveira vai além e afirma que as empresas que cometem esse tipo de abuso contra os cidadãos brasileiros devem sofrer punições:

Até mesmo criar meios para punir empresas que contratam essas operadoras de telemarketing para vender determinados produtos, porque se não da pela origem da ligação, mas na segunda vez que você atende a ligação, aí conversa com operador de telemarketing para oferecer determinado serviço, ali fica identificado qual o serviço e o produto. Então, que por conta disso, sejam punidas as empresas que estão vendendo os produtos. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp