Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em entrevista exclusiva ao Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior do Estado) desta quinta-feira (31), o deputado estadual Heitor Ferrer, reeleito para o quinto mandato pelo partido Solidaridade, afirmou que vai dar entrada hoje (31) em uma ação popular contra o reajuste, segundo ele, abusivo do valor da conta de água, que chega a 15,86%.

O tema veio a tona quanto questionado pelo jornalista Beto Almeida sobre seu pronunciamento erguendo a bandeira de defesa do consumidor.

“A ação vai ocorrer. Fato. Já deve estar pronta nesse momento. Fiz um procedimento mostrando que a inflação é um fator de empobrecimento da sociedade ano a ano”, salienta Ferrer.

Segundo o deputado, a inflação existe para controlar salários e reposições salariais de servidores públicos, servindo como uma “amarra”.

“Ela não entra em supermercados para controlar os preços, em colégios, planos de saúde, energia. Ela não controla esses preços”, afirma o deputado.

O deputado estadual apresentou, ainda, um histórico do aumento da inflação em comparação com o reajuste da Cagece:

2013: 5,8% por cento da inflação contra 8,51% da Cagece;

2014: 6,4% por cento da inflação contra 7,3% da Cagece;

2015: 10,7% por cento da inflação contra 12,5% da Cagece;

2016: 6,5% por cento da inflação contra 12% da Cagece;

2017: 2,9% por cento da inflação contra 17,2% da Cagece;

2018: 3,8% por cento da inflação contra 5,7% da Cagece.

Ferrer ainda disse que irá consultar o Ministério Público do Ceará (MPCE) para também entrar com uma ação e aumentar a pressão contra o reajuste.

Sobre sua ação popular, o deputado deixou claro: “Dou entrada hoje. Qualquer cidadão pode entrar. Precisa de título de eleitor e ter a condição de cidadão. Obviamente, eu tendo um mandato popular, robustece o discurso”, concluiu.

Confira a entrevista na íntegra clicando no player abaixo: