Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O aumento nas contas de energia devido ao reajuste tarifário anual foi adiado por dois meses no Ceará pela Enel Distribuição. A intenção é reduzir o impacto da crise gerada pelo novo coronavírus aos cearenses, segundo informou a concessionária de energia.

Pelo cronograma normal, o reajuste entraria em vigor no dia 22 de abril, mas, agora, passará a valer apenas em 30 de junho. Os clientes começarão a pagar a nova tarifa em 1º de julho. A medida vai beneficiar mais de 3,9 milhões de cearenses e se deve a um pedido feito pela própria Enel à Agência Nacional de Energia Elétrica.

O reajuste médio aprovado pela Aneel foi de 3,94%. O aumento para consumidores de baixa tensão, em sua maioria clientes residenciais, será de 4,0%, e para os clientes de média e alta tensão, em geral indústrias e grandes comércios, o índice aprovado é de 3,78%. Para compensar a postergação de dois meses neste ano, de acordo com a Enel, a Aneel considerou que a diferença na receita da empresa será considerada no reajuste de 2021.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp