Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Milhares de cearenses tiveram que mudar sua rotina de trabalho devido as medidas de distanciamento social por conta da pandemia da Covid-19. Nesse cenário, o teletrabalho se mostrou como uma das alternativas viáveis para empresas e trabalhadores. Em maio, o teletrabalho foi exercido por 13,3% das pessoas ocupadas no Brasil, o equivalente a 8,7 milhões de trabalhadores.

Os números são do estudo que teve como base a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid-19 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O dado consta na nota técnica Teletrabalho na pandemia: efetivo versus potencial, divulgada nessa quarta-feira pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.

Esse percentual é menor do que o potencial de teletrabalho projetado anteriormente pelos pesquisadores do Ipea e do IBGE, que estimaram que o trabalho exercido de forma remota poderia ser possível para 22,7% das ocupações no Brasil, o equivalente a 20,8 milhões de pessoas.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp