Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O relator da proposta da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, deputado Marcelo Freitas (PFL-MG), informou que o início da votação do seu relatório poderá ser antecipado em um dia para que haja tempo de terminar o processo no dia 17 de abril.

O cronograma prevê a apresentação do relatório no dia 9 e, nos dias 10 e 11, o prazo para eventual pedido de vistas. A ideia é que cada parlamentar tenha 15 minutos para falar no processo de votação.

O relator contestou a avaliação de que o ministro da Economia, Paulo Guedes, tenha sido jogado aos leões por falta de articulação política da base aliada, durante audiência tumultuada na quarta-feira na CCJ.

Segundo Freitas, sem recursos, a Previdência caminha para um caminho de completa insustentabilidade. Votando-se para os deputados da oposição, o relator disse que é preciso ter um discurso mais prospectivo de como salvar a Previdência.