Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O número de pessoas empregadas na Construção Civil na Região Metropolitana de Fortaleza caiu pelo segundo ano consecutivo. Apenas em 2016, 17 mil postos de trabalho foram perdidos, redução maior ainda que a registrada em 2015 (-4 mil).

As informações são da Pesquisa de Emprego e Desenvolvimento (PED) divulgada nessa segunda-feira e revelam ainda que a participação do setor da construção no total de ocupados da região metropolitana passou de 8,6% para 8% dos empregados entre 2015 e 2016.

Esta retração fez com que a participação relativa do setor na ocupação geral da região regredisse praticamente para o mesmo valor de 2011 (8,1%).

A tendência de redução do nível ocupacional do setor, especialmente em 2016, foi percebido também em outras regiões metropolitanas no país, exceto pela de Porto Alegre, que manteve a proporção de ocupados na construção estável.

As metrópoles nordestinas são as que detém maior participação relativa no total de ocupados das regiões pesquisadas, dando a noção do peso do setor para os mercados de trabalho locais.