Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Região Nordeste foi a que mais sofreu com a redução de leitos de internação no Sistema Único de Saúde (SUS) desde 2010, foram cerca de 5.314 leitos a menos. Em seguida, aparecem as regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Já em todo Brasil, foram 15,9 mil leitos de internação pediátrica desativados. Os dados são do levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Os números no Ceará revelam um dado preocupante, registrando 586 leitos de internação no SUS a menos desde 2010. Entre as capitais, Fortaleza é a segunda cidade que mais perdeu leitos na rede pública, foram 401 a menos. A capital cearense só perde para São Paulo, que registra uma queda de 422 leitos desde 2010.

No sentido contrário, apenas dois estados tiveram aumento no número de leitos do SUS: Amapá e Rondônia.

Os leitos são destinados as crianças que precisam permanecer no hospital por mais de 24 horas após o nascimento. Em 2010, o país contava com 48,8 mil leitos no Sistema Único de Saúde (SUS). Já em 2019, segundo dados do mês de maio, o número baixou para cerca de 35 mil.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp