Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A 5ª Vara Federal do Ceará reconheceu como legítima a nomeação do reitor da Universidade Federal do Estado, Prof. José Cândido Lustosa Bittencourt de Albuquerque. A ação judicial ajuizada pelo Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará (ADUFC-Sindicato) contra a União após a escolha do reitor foi indeferida. O administrador recebeu a notícia na reitoria nesta sexta-feira (13).

O processo eleitoral chegou ao final e é o momento de as partes envolvidas no processo unirem forças e lutarem pelo fortalecimento da instituição, declarou o juiz João Luis Nogueira Matias.

Nesta sexta-feira (13), Cândido Albuquerque despachou normalmente na universidade, de acordo com informações da UFC.

Entendemos que a decisão da Justiça sedimenta o reconhecimento da legalidade e legitimidade do processo de eleição, nomeação e posse para a Reitoria da UFC, afirmou o reitor.

Desde a nomeação de Cândido, universitários e professores realizaram protestos nas imediações da UFC. O reitor foi o candidato com menor número de votos (610) na consulta pública e o segundo colocado na lista tríplice realizada pelo Conselho Universitário (Consuni).

A votação mede a preferência da comunidade acadêmica (professores, servidores e alunos) sobre o candidato para ocupar o cargo de reitor.

Com o resultado da consulta pública, o Consuni elabora uma lista tríplice, por ordem de relevância, que é encaminhada ao Ministério da Educação. A nomeação do reitor fica sob prerrogativa do presidente da República.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp