Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A reforma da Previdência, que chega nesta quinta-feira (8) ao Senado, deverá ser votada no Senado em até 60 dias. Na Câmara dos Deputados, as novas regras de aposentadoria foram discutidas e aprovadas em seis meses.

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) deverá apresentar o relatório sem mudanças no final deste mês, após audiências públicas para ouvir representantes do governo e dos trabalhadores.

O primeiro turno de votação no Plenário está previsto para o início de setembro. O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que já havia estipulado o prazo de análise da reforma no Senado em 45 a 60 dias, disse que não há “correria” com o tema.

No Senado, a PEC também precisa ser aprovada em dois turnos no Plenário, por no mínimo 54 votos, depois de passar pela CCJ

(*) Com informações do Senado Federal

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp