Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Em cerimônia realizada no auditório da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), o advogado e perito criminal, Ricardo Antônio Macêdo Lima, tomou posse do cargo de Perito Geral do órgão técnico-científico do Ceará. A posse foi acompanhada pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa; pelo Delegado Geral da Polícia Civil, Everardo Lima; do comandante adjunto da Polícia Militar, Cel. Adriano Soares; do comandante do Corpo de Bombeiros, Cel. Heraldo Pacheco; do secretário executivo da Academia Estadual de Segurança Pública (AESP), Tenente Coronel Ozair; e convidados.

“Estou hoje como perito geral da Pefoce para dar mais visibilidade ao trabalho forense no Ceará e com a responsabilidade de valorizar nossos funcionários, que são de fundamental importância para elucidação de crimes no Estado. Sabemos que o papel mais importante do nosso trabalho é atender da melhor maneira possível o nosso público, porque precisamos dar uma resposta rápida à sociedade. Agradeço o apoio de todos pela nossa trajetória e a confiança depositada em mim”, agradeceu Ricardo Macêdo.

Ele foi indicado para assumir a função pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, no mês passado, e, em seguida, nomeado pelo governador Camilo Santana. “Um dos motivos para minha escolha em indicar o Ricardo foi o alinhamento com a nossa proposta de trabalho, pois acredito que o maior patrimônio da Segurança Pública é a valorização dos nossos homens e mulheres. Por esta razão, estamos trabalhando para trazer algumas conquistas para a Pefoce, como a entrega do núcleo em Russas e da futura implantação de novas unidades em Itapipoca e Crateús. Estamos também discutindo a preparação de um edital para a contratação de novos servidores pra o órgão”, frisou o secretário André Costa.

A abertura da solenidade contou com a apresentação da banda de música da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) Major Xavier Torres, que executou o Hino Nacional e o Hino do Ceará. Em seguida, três personalidades que contribuíram para os trabalhos da Perícia Forense no Estado foram homenageados no evento. Foram agraciados o diretor geral do Serviço de Verificação de Óbito (SVO), Francisco José Ferreira Simão; a médica do Serviço de Verificação de Óbito (SVO), Maria Solange Nobre Sampaio; e o diretor técnico do Centro de Serviços Técnicos e Perícia (CSTP), Ranvier Feitosa Aragão.

Participaram ainda da cerimônia o chefe de gabinete do presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, representando o presidente Zezinho Albuquerque, Roberto Mendonça; o Controlador Geral de Disciplina; Rodrigo Bona; secretário municipal da Segurança Cidadã, Antônio Azevedo Vieira.

Perfil

Graduado em Direito pela Universidade de Fortaleza (Unifor), Ricardo Macêdo ingressou na Polícia Civil do Estado do Ceará em 1981, no cargo de auxiliar de perícia. À época, formou-se na então Academia de Policia Civil do Estado do Ceará – APOC. Foi diretor do antigo Instituto de Criminalística da Policia Civil do Ceará, durante a gestão Tasso Jereissati. Exerceu o cargo de Perito Geral Adjunto até ser conduzido ao cargo de Perito Geral, em março deste ano.

Sobre a Pefoce

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foi criada em 7 de janeiro de 2008 através da Lei nº 14.055 e instituída através do Decreto nº 29.304, de 30 de maio de 2008. Em sua criação como órgão Técnico-Científico, vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), obteve independência administrativa, financeira e patrimonial e incorporou as atividades dos extintos Instituto de Identificação (II), Instituto de Criminalística (IC) e Instituto de Medicina Legal (IML), além da criação do Laboratório de Perícia Forense.

Hoje, a Pefoce possui um corpo funcional formado de aproximadamente 400 (quatrocentos) servidores entre Peritos, Peritos Auxiliares, Auxiliares de Perícia e Corpo Administrativo, que estão lotados em oito sedes, sendo duas na Capital e seis em núcleos no interior do Estado (Sobral, Juazeiro do Norte, Quixeramobim, Canindé, Iguatu e Tauá).

Fonte: SSPDS