Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após o vai e vem de uma crise política que estava ganhando proporções, o Conselho de Administração do Banco do Nordeste deliberou, nessa quarta-feira, pela recondução de Romildo Carneiro Rolim ao cargo de presidente da instituição.

O atual presidente interino, Antônio Jorge Pontes Guimarães Júnior, que acumulava suas atividades com o seu cargo de diretor Financeiro e de Crédito, retoma suas funções de forma exclusiva. Romildo Rolim tomou posse no Banco em 31/07/1989, trabalhou em agência, ocupou cargos técnicos relacionados com atividades de análise e acompanhamento de projetos.

Rolim deixou a Presidência do BNB há pouco mais de um mês quando, por decisão do presidente Jair Bolsonaro, foi nomeado para o cargo Alexandre Borges Cabral. Alexandre, indicado pelo centrão – grupo de partidos que passou a dar apoio parlamentar ao Governo Federal, tomou posse no dia 3 de junho e 24 horas depois era exonerado após denúncias que o envolviam em supostas irregularidades na Casa da Moeda.

O economista Romildo Rolim, que volta ao comando do BNB, ocupou o cargo, a partir de 2016, por indicação do então senador Eunício Oliveira e fortaleceu a imagem do banco junto a diferentes setores econômicos da Região Nordeste e dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo, onde a instituição tem atuação.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp