Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As transações do Pix, um novo meio de pagamentos e transferências desenvolvido pelo Banco Central para facilitar as transações financeiras, serão feitas por meio de uma rede protegida, com criptografia e separada da internet para evitar ataques. De acordo com jornalista Carlos Alberto, em sua participação do Jornal Alerta Geral desta quinta-feira (8), o sistema permitirá transações 24h por dia.

O cadastro no novo sistema, que iniciou os cadastros nessa segunda-feira (5) levantou questionamentos entre os consumidores, que não se seguros e temem pela segurança dados. De acordo com a empresa de cibersegurança, Kaspersky, apenas no primeiro dia de cadastros, pelo domínios falso foram criados utilizando o nome do novo aplicativo.

Confira na íntegra o comentário do jornalista Carlos Alberto Alencar: