Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador Camilo Santana sancionou nesta terça-feira (20), o projeto de lei que permite ao Governo do Ceará subsidiar 50% do salário mínimo para empresas que contratarem novos trabalhadores. O Programa Mais Empregos Ceará vai gerar 20 mil novos empregos, e o subsídio será concedido durante seis meses e beneficiará empresas de comércio e serviços, setores que foram muito afetados pela pandemia da Covid-19.

Segundo o governador, a medida é inovadora e tem o propósito de apoiar empresas com atividades de comércio e serviços na retomada da economia no Ceará.

“Estamos priorizando com essa ação os setores que mais foram afetados com a pandemia. Setores de comércio e serviços, principalmente bares, restaurantes, eventos, como o comércio em geral. Essa é uma política que nós estamos focando na geração de emprego”, disse Camilo Santana.

No projeto aprovado o Governo afirma que estará atento ao impacto que a medida deve promover em todo o Estado e avalia que certamente será replicado em outras unidades da federação.

“Agradeço que tenha sido aprovado de forma célere pela Assembleia. Diante desse atual contexto delicado da saúde e da economia, o maior desafio dos países e dos governos encontra-se na retomada da geração de empregos, dado que a pandemia do Covid-19 só agudizou e deixou mais evidenciada a perspectiva de que precisaremos estar todos juntos para promover o emprego no Brasil e no mundo. Estamos em constante esforço para manter o nosso manter o nível de investimento no Ceará, gerando sempre novas oportunidades aos cearenses”, apontou Camilo.

Com o objetivo de estimular a geração de emprego e renda na retomada da economia, o Programa Mais Empregos Ceará será desenvolvido por meio Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), responsável por coordenar, executar, monitorar e avaliar as ações do programa. 

(*) Com informações Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp