Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), visitou nesta quarta-feira (6), as obras do Centro de Educação Infantil em implantação no bairro Papicu. 90% edificado, o equipamento garantirá, ainda no primeiro semestre deste ano, a ampliação do número de matrículas em creches municipais. A iniciativa reafirma as prioridades elencadas pela atual gestão no âmbito da Educação. Nessa perspectiva, após a autorização sanitária do retorno seguro das aulas presenciais, 100 alunos de 1 a 3 anos terão acesso à educação em tempo integral.

“Este é mais um compromisso voltado à proteção da primeira infância, bandeira levantada pela ex-primeira-dama da Cidade, Carol Bezerra, que continua a ser erguida por nós. A nossa determinação é levar a presença positiva do Município, principalmente, para as áreas que mais precisam”, introduziu Sarto.

Em implantação em área total de 1.600 m², a Unidade contará com 775 m² de área construída, composta por cinco salas de aula arejadas, banheiros adaptados, ambientes administrativos, lactário, fraldário, refeitório, cozinha industrial e pátio coberto para atividades recreativas. Para a finalidade, foram investidos recursos da ordem de R$ 2,4 milhões.

Objetivando ampliar o espectro das competências pedagógicas, o ambiente escolar disponibilizará, ainda, brinquedoteca, sala multiuso, solarium e área de lazer com playground.

“O intuito da proposta é estimular integralmente as nossas crianças, incluindo as relações, as interações, as questões nutricionais e os vínculos afetivos. Com o incentivo adequado a esta etapa, todo o itinerário de vida será positivamente impactado”, detalhou a titular da Secretaria Municipal da Educação, Dalila Saldanha.

Visando à redução de desigualdades, o prefeito mencionou os benefícios estimados a partir da implantação da nova estrutura escolar.

“Além de proteção social, garantiremos cinco refeições diárias. As crianças estarão perto de casa, serão bem tratadas e cuidadas por uma equipe plural e multidisciplinar com toda a assistência necessária. A partir dessa realidade, as mães terão mais tempo livre para trabalhar e ampliar a renda familiar”, destacou.

Ampliação da Rede Municipal

A expansão da oferta de vagas voltadas à Educação Infantil tem se consolidado como marca registrada da capital cearense nos últimos anos. Dentre equipamentos construídos, reformados, municipalizados e oriundos de parcerias, a Prefeitura de Fortaleza conta com 261 unidades atendendo à população fortalezense. Além disso, o município possui 151 escolas municipais com turmas de pré-escola.

De 2013 a dezembro de 2020, ao longo da gestão do ex-prefeito Roberto Cláudio, 40 Centros de Educação Infantil foram construídos do zero pela Prefeitura de Fortaleza.

Neste momento, pelo menos 29 equipamentos similares estão em construção para fortalecer e democratizar o acesso à educação pública de qualidade, incluindo propostas pedagógicas adequadas ao desenvolvimento integral das crianças.

“A expectativa é entregar, como este, 9 outros novos CEIs logo no primeiro semestre de 2021. Nos dois primeiros anos de gestão, serão cerca de 2 mil novas vagas criadas para crianças de 1 a 3 anos em tempo integral”, especificou Dalila.

Conforme Sarto, a Prefeitura vem realizando estudos estratégicos para a implantação de novos espaços.

“Queremos completar 50 CEIs ao longo do nosso mandato. Realizaremos estudos para identificar necessidade por região e definir as implantações”, assegurou.

Retorno às aulas presenciais

Na oportunidade, Dalila Saldanha garantiu, ainda, que os protocolos de retomada das aulas presenciais seguem em definição junto às autoridades sanitárias para minimizar riscos e garantir a segurança dos estudantes. A aquisição da vacina será determinante para a finalidade.

“O nosso plano de retomada vem sendo construído com instâncias da Educação, da Saúde e do Ministério Público, dialogando com professores e gestores. Já iniciamos a adequação de todas as nossas unidades com a instalação de lavatórios, a abertura de espaços para promover a ventilação natural, a desinfecção de calçadas, além da aquisição de insumos e de EPIs necessários ao cumprimento dos protocolos”, informou.

(*)com informação da Prefeitura de Fortaleza

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp