Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Compilar nas mais diversas organizações da indústria, comércio e agronegócio, secretarias de governo e instituições de fomento, entre outros, ideias factíveis e executáveis que ajudem a impulsionar os setores da economia cearense a se desenvolverem nos próximos dois anos. Esse é o objetivo do Plano de Desenvolvimento Setorial e Bianual para o Estado do Ceará, uma ação que tem à frente a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e suas instituições vinculadas (Adece, ZPE e Codece).

De acordo com o titular da SDE, Cesar Ribeiro, a ideia é reunir as secretarias da Fazenda, Planejamento, Ciência e Tecnologia, Infraestrutura, Desenvolvimento Agrário, Turismo, Relações Internacionais, entre outras, junto com organizações da indústria, comércio e agronegócio, como o Sebrae, Fiec, Fecomércio, Faec e Facic, para identificar ideias que possam ser postas em prática em curto e médio prazo para impulsionar o desenvolvimento da economia do Estado.

“Estamos constituindo um grupo de trabalho com dois representantes de cada instituição para pensarmos juntos ações para serem postas em prática de imediato, por meio de um plano que apresentaremos ao governador o mais rápido possível para que seja executado nos próximos dois anos”, explica o secretário do Desenvolvimento Econômico, César Ribeiro.

A indicação dos nomes pelas instituições deve ser realizada até o próximo dia 6 de março. O segundo momento é reunir todos para elaboração do plano.

Com informação da A.I