Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Golpistas não param de perturbar a vida de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social, INSS. Em um novo alerta, a Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda chama a atenção para a atuação de estelionatários. Eles entram em contato com os segurados, por telefone, se fazendo passar por integrantes do Conselho Nacional de Previdência para extorquir as vítimas.

De acordo com a secretaria, os criminosos informam ser do Conselho Nacional de Previdência e avisam que o segurado teria direito a receber valores atrasados de benefícios pagos pela Previdência. Assim, eles pedem que sejam feitos depósitos de determinada quantia em uma conta bancária, afirmando que a “taxa” seria para liberar suposto pagamento que, na verdade, não existe.

A secretaria esclareceu que todos os serviços e valores a receber, quando existem, são informados de forma gratuita aos segurados. Além disso, em nenhuma hipótese, membros de conselhos ligados à Pasta entram em contato com segurados da Previdência Social.

Em comunicado, a Secretaria de Previdência reforçou “que não solicita dados pessoais dos seus segurados por e-mail ou telefone e tampouco faz qualquer tipo de cobrança para prestar atendimento ou para realizar seus serviços”. A recomendação aos aposentados é de que não recorram a intermediários para entrar em contato com a Previdência Social e, “em hipótese alguma, depositem qualquer quantia para ter direito a algum benefício”.