Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O número de amostras coletadas no litoral de Fortaleza para análise de balneabilidade diminuiu, passando de 31 para 11, no dia 14 de maio deste ano. A data coincidiu com o fim da quadra chuvosa, quando são menos frequentes as alterações da condição de banho na orla de Fortaleza, de acordo com a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). A mudança está de acordo com o exigido pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

“Durante o período de estiagem, existe pouca variação entre alguns pontos. A escolha dos trechos veio de 20 anos de monitoramento realizado pela Semace, quando observamos que quando não chovia certos trechos apresentavam poucas variações”, explica Lincoln David, diretor de Controle e Monitoramento da Superintendência.

O número de pontos de monitoramento será mantido até que um novo período de chuvas indique a necessidade de ampliação. Segundo ele, com a chuva, a água escorre pelas galerias pluviais, deságua no mar e acaba levando lixo despejado inadequadamente nas ruas e esgotos ligados clandestinamente nas galerias. “É preciso que a população preserve a balneabilidade, evitando essas ligações clandestinas”, alerta.

A Semace recomenda que o cidadão evite o banho em dias que o mar esteja apresentando manchas de coloração vermelha, marrom ou azul-esverdeada, mesmo que esse ponto esteja sendo considerado como próprio pelo boletim de balneabilidade. Nesse caso, a autarquia recomenda também que não haja contato com a água, e que seja evitado o consumo de frutos do mar desses locais.

Monitoramento

A Gerência de Análise e Monitoramento da Semace segue os parâmetros indicados pela Resolução 274 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama):

  • A legislação indica que o número de coliformes termotolerantes – ou seja que suportam temperaturas acima de 40° – presentes em cada 100 mililitros de água não pode passar de 1.000 em mais uma semana. São levadas em consideração as últimas cinco;
  • Segundo determinação do Conama, as amostras são coletadas semanalmente, às segundas-feiras, entre 8h e 16h;
  • É coletada uma amostra em cada ponto, na isóbata – área que reúne pontos de igual profundidade – de um metro de profundidade, que representa a região mais utilizada para recreação.

Qualidade das praias

De acordo com o mais recente boletim divulgado, na sexta-feira (14), todos os 11 pontos com amostras coletadas estão próprios para banho. São eles:

  • Entre a Volta da Jurema e a foz do Riacho Maceió
  • Entre Espigão da Rui Barbosa a Rua José Vilar
  • Entre o Acquário até o Espigão da Rua João Cordeiro
  • Entre os Postos dos Bombeiros 7 e 8
  • Entre a Praça 31 de Março até Posto dos Bombeiros 4
  • Entre os Postos dos Bombeiros 1 e 2
  • Entre a Av. Philomeno Gomes e a Rua Padre Mororó
  • Entre a Rua das Goiabeiras e a Rua Lagoa do Abaeté
  • Entre a foz do Rio Ceará e a Rua das Goiabeiras
  • Barra do Ceará

 

 

 

 

Com informação do G1