Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em 5 de junho, a principal data da ONU para promover conscientização ambiental. Ao longo dos anos, celebrada por milhões de pessoas em mais de 100 países, tornou-se a maior plataforma global de sensibilização pública sobre o tema.

Tradicionalmente, o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA), todo ano realiza, em parceria com os município cearenses e outros parceiros, a Semana do Meio Ambiente no Ceará.

Este ano, por conta da situação excepcional devido à pandemia em curso de COVID-19, a Coordenadoria de Educação Ambiental (Coeas), da SEMA, adaptou a comemoração da Semana do Meio Ambiente 2020 ao formato virtual e programou uma série de encontros virtuais que culminam com o seminário,

“Educação Ambiental na pandemia e pós- pandemia”, em parceria com a Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Ceará. O evento online acontece sexta-feira, dia 5, às 10h, e poderá ser acompanhado pelas redes sociais da SEMA – Facebook, Instagram – e pela plataforma YouTube. “O objetivo do seminário é buscar alternativas para as questões ambientais no período de pós- Isolamento Social provocado pela quarentena, desenhando cenários e perspectivas futuras para o Meio Ambiente através da Educação Ambiental”, informa Ulisses Rolim coordenador da Coeas/SEMA .

Palestrantes

Participam como convidados palestrantes, Genebaldo Freire Dias e Marcos Sorrentino, referências em todo o país, como educadores ambientais. Também estarão presentes os professores Artur Bruno, Secretário Estadual do Meio Ambiente e Acrisio Sena, deputado estadual e presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia. O jornalista Luiz Viana, do grupo O Povo, será o mediador do encontro virtual.

Para Artur Bruno, o valor da educação é destacado em momentos como este, e se mostra, mais uma vez, como pilar para a construção do desenvolvimento com sustentabilidade.

“Além de ser um período que pode ser usado para reflexões, a pandemia também oferece um desafio para se repensar e reinventar a educação”, encerra. Por sua vez, Acrísio Sena lembra que o isolamento social “proporcionou uma recuperação de vários elementos da natureza e que é necessário debater temas como a política federal de meio ambiente, a qual vem caminhando na contramão dos interesses ambientais”.

São também parceiros na realização do seminário o Grupo de Interesse Ambiental (GIA), a Comissão Interinstitucional de Educação Ambiental (CIEA/Ceará).

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp