Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) devolverá à natureza quatro arraias, resgatadas das mãos de traficantes de animais, durante uma barreira da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A apreensão ocorreu, na terça-feira (4), em Sobral. Os animais eram transportados do interior do Piauí para Fortaleza, em sacos plásticos com pouca água e sem a renovação do oxigênio. Os responsáveis foram entregues à Polícia Civil e responderão pelo crime ambiental.

As arraias foram identificadas por técnicos da Semace. São filhotes de cerca de 15 centímetros da espécie Potamotrygon motoro, que vive em água doce, em estados como Pará e Maranhão. Os animais não apresentaram sinais de doença ou ferimentos. Eles foram abrigados em tanques da Agência Municipal de Meio Ambiente, em Sobral, onde se recuperam do estresse. E ficarão em observação, até a localização de um rio onde possam viver com segurança.

Operação

Os animais foram apresentados, nesta quinta-feira (6), diretor regional da Semace em Sobral, Cleverton Caçula, que fez um balanço da operação.

“A Semace buscou parceiros para prolongar a vida destes animais, visto que o oxigênio disponível nos sacos plásticos não passaria das 23 horas de terça-feira”, afirmou o diretor. “Estamos articulando com outros estados para, em momento oportuno, elas serem devolvidas ao seu habitat natural”, concluiu.

(*)com informação do Governo do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp