Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Senado aprovou nesta quarta-feira medida provisória (MP) que libera R$ 2,5 bilhões para o Ministério da Saúde pagar o acordo da Covax Facility, uma aliança internacional para disponibilizar vacinas contra a covid-19. O texto, que perderia a validade hoje se não fosse votado, vai à sanção presidencial.

De acordo com a proposta, a medida tem por objetivo viabilizar o ingresso do Brasil no Instrumento de Acesso Global de Vacinas COVID-19 – Covax Facitlity, iniciativa conjunta da Organização Mundial de Saúde (OMS), Gavi – the Vaccine Alliance e da Coalition for Epidemic Preparedeness Innovations (CEPI), assegurando o acesso de todos os países a futuras vacinas contra a COVID – 19 que se mostrem seguras e eficazes.


Os recursos serão utilizados da seguinte forma: R$ 711,6 milhões para o pagamento inicial, R$ 91,8 milhões para garantia de compartilhamento de riscos, R$ 1,7 bilhão adicionais para acesso às doses de vacina. Esses montantes consideram o fornecimento de vacinas para até 10% da população brasileira, proporção que considera a existência de outras estratégias de acesso a vacinas em andamento.

(*) Com informações Valor Investe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp