Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Plenário do Senado Federal durante sessão deliberativa ordinária semipresencial.

O Senado vota, nesta quinta-feira, o projeto que prorroga até 2023 a desoneração da folha de pagamento, que acabaria em 31 de dezembro.  Contemplando o setor de TI, de telemarketing, entre vários outros, a proposta permite que as empresas possam contribuir para a Previdência Social com um percentual que varia de 1% a 4,5% sobre o faturamento bruto, em vez de 20% sobre a remuneração dos funcionários.

Empresários pediram a Rodrigo Pacheco, do PSD, a votação urgente da proposta que prorroga a desoneração da folha de pagamento até 2023. Ela está em vigor, mas pode acabar no fim do ano.

 Hoje, 17 setores podem aderir a esse modelo, entre eles: as indústrias têxtil, de calçados, proteína animal e de máquinas e equipamentos; a construção civil; comunicação; e transporte rodoviário. São os setores que mais empregam no país: 6 milhões de trabalhadores.A proposta que prorroga a desoneração da folha foi aprovada numa votação simbólica na Câmara no mês passado. Agora, precisa da aprovação dos senadores. Há um acordo para que o assunto seja votado diretamente no plenário, sem passar pelas comissões.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp