Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Brasil alcançou a marca de 60.632 pessoas mortas em decorrência da pandemia do novo coronavírus de acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, divulgada na quarta-feira (1º). Pelas redes sociais, os senadores lamentaram o número de mortes e o avanço letal da doença e se solidarizaram com as famílias brasileiras que estão sofrendo com os efeitos do contágio.

“Brasil ultrapassou os 60 mil mortos por covid-19, com a pandemia avançando em muitos estados e o país sem uma política central de combate à doença. Muita tristeza por tantas vidas perdidas e tantas famílias sofrendo. Minha solidariedade a todos que estão passando por isso”, disse o líder do PDT, senador Weverton (MA).

O líder do PSL, senador Major Olimpio (SP), também lamentou o número de óbitos no país, que atualmente ocupa o segundo lugar no mundo em número de pessoas mortas e casos da doença.

“Infelizmente chegamos à marca de 60.000 mortos pela covid-19 no país. Nossas orações a todos que precisam nesse momento”, afirmou no Twitter.

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) também prestou solidariedade às famílias das vítimas.

“Em quatro meses, 60 mil vidas perdidas! É uma tristeza imensa, uma dor que envolve nossas famílias neste momento da pandemia. A perda de quem amamos sem um adeus deixa vazio e perplexidade! Deus receba todos e console suas pessoas queridas na terra! Preces, fé e resiliência!”.

Para o líder da minoria, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a crise foi agravada pela falta de planejamento do governo federal.

“É uma tragédia sem precedentes! O Brasil bateu a marca de 60 mil mortes e está sem ministro da Saúde, sem planejamento para crise, sem presidente! Meus sentimentos às mais de 60 mil famílias que hoje choram a dor do luto. Não esqueceremos!”, afirmou.

O líder do PT, senador Rogério Carvalho (SE), também reforçou as críticas à condução da política de enfrentamento à pandemia pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

“De ‘gripezinha’ classificada por Bolsonaro, pandemia do coronavírus se tornou a maior tragédia do século. No Brasil já são mais de 60 mil vidas perdidas e 1,4 milhão de casos de covid-19 segundo consórcio de veículos de imprensa”, acrescentou ao informar os dados divulgados pelo consórcio formado por UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra que registrou 81 mortes a mais que o anunciado pelo Ministério da Saúde.

Ainda conforme os dados do ministério, o país registrou 1.038 óbitos em 24 horas. Entre eles, como informou o senador Styvenson Valentim (Podemos-RN), profissionais da área da saúde no Rio Grande do Norte.

“Recebo com tristeza a notícia de que dois pediatras de Natal perderam a vida vítimas do covid-19 nesta quarta. Aos familiares dos doutor Nivaldo Noronha Jr e Paulo Matos de Castro e de todos os 1.067 potiguares e 60.194 brasileiros vítimas desse vírus tão letal toda minha solidariedade”.

(*)com informação da Agência Senado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp