Compartilhe:
  • Projeto de reforma previdenciária dos militares prevê reestruturação de carreira, com reajuste de remuneração, aumento de alíquota e tempo de contribuição para aposentadoria;
  • Proposta enfrenta reação entre parlamentares que vêem reajuste salarial dos militares como privilégio;
  • Popularidade em queda: Bolsonaro perde 15 pontos de aprovação em menos de três meses, revela Ibope;
  • Promessa de alívio no bolso: tarifa de energia ficará mais barata, depois que a Aneel pagar dívida com bancos;
  • Desemprego ainda preocupa: pesquisa do Ipea aponta que trabalho informal puxa aumento da taxa de ocupação;
  • Interior beneficiado: programa ‘Médico da Família Ceará’ é regulamentado e terá bolsas de até R$ 15.425;
  • Abalos sísmicos: em três dias, mais de 70 pequenos tremores de terra atingem Sertão Central do Ceará;
  • Terra arrasada: a cada hora, uma criança ou adolescente morre por arma de fogo no Brasil;

Programa Jornal Alerta Geral desta quinta-feira, 21.

104.3 Expresso FM.

Apresentação: Luzenor de Oliveira, Beto Almeida e Lucinha Barbosa.

Produção: Camila Maciel, Rodrigo Rodrigues e Ton Silva

Jornal Alerta Geral | 21.03.2019

PRINCIPAIS MANCHETES DESTA QUINTA-FEIRA, 21.- A cada hora, uma criança ou adolescente morre por arma de fogo no Brasil;- Reforma previdenciária dos militares;- Bolsonaro perde 15 pontos de aprovação em menos de três meses;- Tarifa de energia ficará mais barata, depois que a Aneel pagar dívida;- Pesquisa aponta que trabalho informal puxa aumento da taxa de ocupação;- Programa 'Médico da Família Ceará' é regulamentado;- Mais de 70 pequenos tremores de terra atingem Sertão Central do Ceará;Programa Jornal Alerta Geral desta quinta-feira, 21. 104.3 Expresso FM. Apresentação: Luzenor de Oliveira, Beto Almeida e Lucinha Barbosa. Produção: Camila Maciel, Rodrigo Rodrigues e Ton Silva.

Posted by Ceará Agora on Thursday, March 21, 2019
Compartilhe:

Leia a Anterior

Militares contribuirão com 10,5% para previdência especial

Leia a Próxima

STF decide se MP pode obter dados da Receita sem autorização judicial