Após pedido de Camilo, Moro anuncia Força Nacional de Segurança para o CE

Compartilhe:

O Ministério da Justiça atendeu a um pedido do Governador Camilo Santana e anunciou que, nesta quinta-feira, estará enviando a Força Nacional de Segurança para garantir segurança à população após policiais militares se amotinarem e suspenderem atividades na Grande Fortaleza e no Interior do Estado. A informação foi antecipada, na noite desta quarta-feira, pelo Jornal Nacional, da TV Globo.

A greve dos policiais gerou intranquilidade para a população e está marcada pelo atentado contra o senador Cid Gomes, que, no final da tarde desta quarta-feira, foi vítima de uma tentativa de homicídio, em Sobral, quando dirigia uma retroescavadeira para entrar no Quartel da Polícia Militar em Sobral, onde policiais estavam amotinados. Cid sofreu dois tiros – um o acertou na clavícula, e o outro o atingiu no pulmão.

O governador Camilo Santana, em mensagem na tarde desta quarta-feira, distribuída pelas redes sociais, anunciou que havia mantido contato com o Ministro da Justiça, Sérgio Moro, para expor a decisão de policiais militares suspenderem atividades.

O Ministério da Justiça atendeu os apelos do Governo do Estado, mas ainda não definiu a quantidade de homens da Força Nacional de Segurança que desembarcarão, nesta quinta-feira, em Fortaleza. Há um ano, o Ceará recebeu a Força Nacional de Segurança que teve um papel fundamental no controle das ações das facções criminosas registradas no Interior e na Grande Fortaleza.

+ Veja mais informações sobre a crise na segurança pública do Estado

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em nota oficial, divulgada, na noite desta quarta-feira (19), condenou a escalada do confronto e a violência que culminaram com o atentado, à bala, contra o senador Cid Gomes(PDT).

Confira a nota na íntegra:

Nota oficial – violencia Ceara

Compartilhe:

Leia a Anterior

Polícia Federal está em Sobral para investigar atentado contra Cid

Leia a Próxima

Assista ao Jornal Alerta Geral ao vivo