Audiência pública na Câmara de Fortaleza debate remoção da feira da José Avelino

Compartilhe:

Vestindo camisas laranjas e com a frase “# euficocomaJoséAvelino”, famílias de comerciantes participaram de uma audiência pública realizada nessa terça-feira, 2, na Câmara Municipal de Fortaleza. O encontro colocou em pauta a retirada da feira da José Avelino e o seu deslocamento para o Centro Fashion Fortaleza. O debate foi proposto pelo vereador Julierme Sena (PR), que reforçou a necessidade de um diálogo com os feirantes e o Poder Executivo tendo como base irregularidades no prédio do Centro Fashion Fortaleza, apontadas em documento expedido pela Assessoria Jurídica da Secretaria de Meio Ambiente do Município (Seuma). A audiência contou com a presença dos vereadores Márcio Martins (PR), Soldado Noélio (SD) e Plácido Filho (PSDB), e do deputado estadual Capitão Wagner (PR).

Os comerciantes apontaram irregularidades no Centro Fashion Fortaleza e a falta de diálogo com os órgãos da administração municipal. Segundo o representante dos feirantes, José Filho, a Prefeitura quer acabar com 15 anos de história da feira de confecções da José Avelino e com o direito do livre comércio. Ele questionou a posição da Prefeitura em deslocar a feira para um espaço privado que não apresenta condições estruturais e legais para funcionar. “A Prefeitura é para defender o povo. Onde está o Ministério Público que não está vendo isso?”, apontou.

O vereador Márcio Martins, em sua fala, chamou a atenção para o processo de instalação do Centro Fashion Fortaleza, que iniciou as obras sem alvará e licenciamento. O parlamentar ressaltou ainda os impactos ambientais com a canalização do Riacho Jacarecanga, além dos impactos socioeconômicos na cidade. “Os feirantes querem ficar e temos que encontrar uma forma de ordenar o local”, reforçou.

A permanência da feira na José Avelino também foi defendida pela presidente da Associação dos Guias de Turismo do Maranhão, Pará e Piauí, Shill Sousa. Como destacou a presidente, o “Polo da José Avelino” é essencial para a indústria e o comércio têxtil, e a mudança para o Centro Fashion pode ocasionar o deslocamento dos compradores para Pernambuco. “Não precisamos matar o Polo da José Avelino”, ponderou.

O debate não contou com a presença de representantes do Poder Executivo. Devido essa falta de diálogo o vereador Julierme Sena irá buscar respostas no Poder Judiciário sobre as irregularidades do Centro Fashion. Em decorrência das denúncias apresentadas também será pedido o adiamento da remoção, prevista para o próximo dia 14 de maio. Os feirantes da José Avelino irão protocolar uma contra-proposta na Prefeitura, com o ordenamento do espaço.

Fonte: Câmara de Fortaleza

 

Compartilhe:

Leia a Anterior

Maternidade Escola inaugura Casa da Gestante nesta quinta-feira

Leia a Próxima

CCJ do senador aprova projeto que permite união estável entre pessoas do mesmo sexo