Cadê o prefeito? Moradores, vereadores e promotor de Justiça querem saber onde está o gestor de Uruburetama

Foto: JL Rosa

Compartilhe:

Distante do dia a dia da administração municipal, ausente de atos e decisões da Prefeitura e sem paradeiro divulgado, o prefeito de Uruburetama, Artur Nery, estaria internado para tratamento da Covid-19 e provoca, hoje, questionamentos do Ministério Público Estadual por não ter comunicado à Câmara Municipal que iria se afastar.


As informações indicam que Artur Nery está ausente há quase 50 dias e estaria internado em um hospital particular em Fortaleza. O Ministério Público Estadual decidiu pedir informações sobre atos e decisões no âmbito do Município para saber quem pode estar assinando atos administrativos.


O promotor de Justiça de Uruburetama, Edilson Izaís Júnior, relatou, nesta quarta-feira (01), no Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Expresso Grande Fortaleza + 26 emissoras no Interior), que, mesmo com a vacância do cargo de prefeito, a presidente da Câmara Municipal, Stela Rocha, não conseguiu, por decisão política, assumir o comando da Prefeitura, gerando, assim, mais instabilidade na administração municipal.

Edilson disse, ainda, que ninguém consegue falar com o prefeito e que, nesse momento, pessoas estranhas à administração estariam à frente de atos e medidas que seriam de responsabilidade do gestor.

O promotor de Justiça faz, nesta entrevista aos jornalistas Luzenor de Oliveira e Beto Almeida, uma retrospectiva sobre os últimos dois anos do quadro político do Município de Uruburetama, com cassação, em 2019, do mandato do então prefeito José Hilson Paiva, afastado por envolvimento em denúncias de assédio sexual. Com a saída de Paiva, Artur Nery assumiu a Prefeitura e, hoje, a administração municipal está à deriva.

Compartilhe:

Leia a Anterior

Em meio à pandemia, País nunca teve tantos brasileiros fora do mercado de trabalho

Leia a Próxima

Alta vegetação nas CEs que cortam a região dos Inhamuns deixa motoristas em alerta