Diálogo e salários em dia ajudam lua de mel de Camilo com servidores estaduais

Compartilhe:

O governador Camilo Santana (PT) encerra, nessa segunda-feira, um ciclo de quatro anos de plena lua de mel com os servidores estaduais. A boa convivência continuará em 2019, mas, no primeiro trimestre, a relação poderá ser abalada com as expectativas sobre reajuste salarial das diferentes categorias do funcionalismo.

Camilo chega ao final do quarto ano de mandato com os salários dos servidores em dia e, neste mês,  a exemplo do que aconteceu no ano passado, antecipou a folha salarial de dezembro, que poderia ser quitada até o quinto dia útil de janeiro de 2019, com depósito da grana, nesta sexta-feira, na conta dos funcionários públicos. A iniciativa garantiu mais R$ 887 milhões na economia do Ceará.

Entre os dias 5 e 28 deste mês, o Governo do Estado pagou os salários de novembro e  dezembro e a segunda parcela do 13º. A liberação desses recursos gerou grande impacto na economia da Região Metropolitana de Fortaleza e do Interior do Estado. São quase R$ 2,2 bilhões somente com os salários dos servidores estaduais.

A lua de mel, mesmo com a ausência de reajuste salarial mais expressivo, foi construída com diálogo, conversa sobre a situação financeira do Estado e, principalmente, os salários em dia. 

Se há queixas sobre correção de salários, há, por outro lado, contentamento com a certeza de que, no início de cada mês, o salário está na conta dos 91.931 servidores da ativa, 46.087 aposentados e 18.034 pensionistas. É confortável, para o conjunto dos 156.087 servidores estaduais – entre ativos e inativos, a garantia dos salários em dia. Uma realidade confortável que, infelizmente, não tem servidores de outros estados – como, por exemplo,  Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Compartilhe:

Leia a Anterior

Semace manterá postos de atendimento do Cadastro Ambiental mesmo depois do prazo

Leia a Próxima

Ora, ora! A injustificável e estranha irritação de Roberto Cláudio ao ouvir cobrança sobre o Réveillon