Enem 2020: Ministério da Educação e Inep anunciam adiamento do exame

Compartilhe:

O Governo Federal não esperou a decisão da Câmara dos Deputados votar o projeto aprovado pelo Senado e anunciou, nesta quarta-feira, a suspensão das provas do Enem que estavam marcadas para o mês de novembro. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) anunciaram, por meio de nota, a decisão sobre o adiamento do exame para quem quer ingressar no ensino superior.

De acordo com a nota, a decisão foi tomada com base em apelos de setores da sociedade e, também, pelas manifestações no Congresso Nacional. O Senado aprovou, na noite dessa terça-feira, um projeto de lei suspendendo as provas.

A proposta, para se transformar em lei, precisa ser aprovada pelos deputados federais. Antes da polêmica ganhar novos contornos, o Ministério da Educação que, com a crise sanitária, considerou como melhor caminho o adiamento do Enem.

A nota do Inep e do MEC destacam as razões para a medida: “Atento às demandas da sociedade e manifestações do Poder Legislativo em função do impacto da pandemia do Coronavírus no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram pelo adiamento da aplicação dos exames nas versões impressa e Digital”, diz comunicado do Inep.

O adiamento das provas, de acordo, ainda, com a nota, é por 30 ou 60 dias. O MEC registrou, até essa terça-feira, mais de 4 milhões fizeram a inscrição para o exame deste ano.

Compartilhe:

Leia a Anterior

Deputado Salmito faz comparativo da letalidade da Covid-19 com a de outras causas no Brasil

Leia a Próxima

Medida provisória prorroga contratos de trabalho temporários no Ministério da Justiça