Governo divulga agraciados com a Medalha da Abolição. Comenda será entregue dia 25 de março

Compartilhe:

O Governo do Ceará anunciou agora há pouco os nomes dos seis agraciados com a Medalha da Abolição 2016-2017. São eles: empresário Carlos Francisco Ribeiro Jereissati; ex-governador do Estado Ciro Ferreira Gomes; músico e produtor cultural Francisco Alemberg de Souza Lima; professora e escritora Luiza de Teodoro Vieira; ministro do Tribunal Superior Eleitoral Napoleão Nunes Maia Filho; e o médico Valton Miranda Leitão. A homenagem é concedida anualmente desde 1963 e já agraciou 164 personalidades brasileiras em reconhecimento por serviços prestados à sociedade.

A solenidade de entrega está marcada para o dia 25 de março, no Palácio da Abolição, pelo governador Camilo Santana. A escolha é feita por uma comissão, instituída em um decreto. Essa comissão avalia o conjunto de nomes e o legado de cada um.

O empresário Carlos Francisco Ribeiro Jereissati, 70, nasceu no Ceará e se radicou em São Paulo. É economista graduado pela Universidade Mackenzie. Instalou o primeiro shopping center do Brasil, o Iguatemi de São Paulo, em novembro de 1966. Atualmente, lidera a La Fonte Participações, que controla o Shopping Iguatemi, o Grande Moinho Cearense e é acionista majoritário da Oi.
Ciro Gomes, 59, é formado em Direito pela Universidade Federal do Ceará e estudou na Harvard Law School. Governou o Estado entre 1991 e 1994. Foi também prefeito de Fortaleza, deputado estadual, deputado federal, e ministro da Fazenda e da Integração Nacional, além de secretário da Saúde do Ceará e presidente da Transnordestina Logística S/A. Escreveu três livros e disputou a Presidência da República nas eleições de 1998 e 2002.
Aos 44 anos, Francisco Alemberg de Souza Lima, tem como grande realização a criação da Fundação Casa Grande, uma escola de referência em educação em Nova Olinda que transforma crianças e jovens em gestores culturais protagonistas de suas histórias. É músico, pesquisador e produtor cultural. Nasceu e mora em Crato (CE).
A professora Luiza de Teodoro Vieira é formada em História pela Universidade Estadual do Ceará (Uece) e autora de diversos livros – que foram usados para alfabetizar estudantes da rede de ensino. Na rede estadual de ensino do Governo do Ceará, ela dá nome a uma Escola Estadual de Educação Profissional, em Pacatuba, construída originalmente como escola de ensino médio em 1986 e reformada em 2009.
Napoleão Nunes Maia Filho, 72, nasceu em Limoeiro do Norte. É bacharel e mestre em Direito pela Universidade Federal do Ceará (UFC), sendo hoje ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Passou por várias funções na magistratura federal e no Magistério Jurídico Superior. É irmão dos poetas Luciano Maia e Virgílio Maia, sendo, os três, membros da Academia Cearense de Letras.
Valton Miranda Leitão nasceu em Teresina, mas tornou-se médico pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará, em 1966. Tem formação em Psiquiatria e Psicoterapia Psicanalítica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Integra o Grupo de Estudos Psicanalíticos de Fortaleza, filiado à Associação Internacional de Psicanálise (Londres), e coordena a Escola de Psicoterapia Psicanalítica de Fortaleza, integrada ao Grupo Educacional Farias Brito.

 

Compartilhe:

Leia a Anterior

TCM encaminha ao Governo lista de municipios sem prestações de contas

Leia a Próxima

Justiça Federal no Ceará promove “Seminário Um Ano de Vigência do Novo CPC”