Hospital do Rio de Janeiro utiliza pele de tilápia produzida na UFC para tratamento contra queimaduras

Uma boa notícia que chega do Rio de Janeiro a partir de uma técnica descoberta por pesquisadores da Universidade Federal do Ceará (UFC). Pacientes vítimas de queimaduras que estão em tratamento no Hospital Souza Aguiar, no Rio de Janeiro, receberam pele de tilápia preparada na UFC e apresentaram rápido processo de recuperação, melhorando a autoestima e gerando entusiasmo entre médicos.

As pesquisas envolvendo a pele de tilápia começaram em 2015, e no ano seguinte os primeiros estudos em queimados foram realizados. O material é preparado na UFC sem custos e a pele da tilápia, é rica em colágeno e apresenta resistência e elasticidade.

As tilápias utilizadas no tratamento são especialmente criadas para esse fim, passando por dois processos de desinfecção antes de ser embaladas à vácuo e enviadas aos hospitais. A parte clínica do estudo é desenvolvida desde 2014 pelo Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos da UFC dentro das normas éticas.

Confira as informações com o correspondente do Jornal Alerta Geral, Carlos Silva:

Leia a Anterior

Termina sexta-feira consulta pública sobre saúde bucal do brasileiro

Leia a Próxima

Mais de 500 carteiras de identidade com o símbolo do autismo foram emitidas no Ceará em 2019