INSS vai pagar piso de R$ 1.045 a partir de 19 de fevereiro

Aposentados, pensionistas e demais beneficiários da Previdência começarão a receber o novo salário mínimo de R$ 1.045 a partir da folha de pagamentos de fevereiro, cujos depósitos terão início no dia 19 do mês que vem, de acordo com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Já os benefícios da folha de janeiro, com início no próximo dia 27, ainda serão pagos com o valor de R$ 1.039 para segurados que recebem o piso.

A confirmação do início do pagamento do novo piso do INSS ocorre após a gestão do presidente Jair Bolsonaro  ter informado que enviará uma nova Medida Provisória ao Congresso para substituir a proposta anterior do governo, que reajustava o salário mínimo de R$ 998 para R$ 1.039. Nessa terça-feira (14), o valor foi definido novamente para R$ 1.045.

Para quem ganha o piso, os depósitos da folha de pagamentos do INSS de fevereiro ocorrerão entre 19 de fevereiro e 6 de março. A data em que cada beneficiário recebe a renda depende do número final do cartão de benefício, sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço.

Veja abaixo as datas da folha de pagamentos do INSS de fevereiro para beneficiários que ganham até um salário mínimo:

Final do cartão Data do depósito
1 19 de fevereiro
2 20 de fevereiro
3 21 de fevereiro
4 27 de fevereiro
5 28 de fevereiro
6 2 de março
7 3  de março
8 4 de março
9 5  de março
0 6  de março

A ordem de pagamentos de benefícios em 2020 segue o modelo de anos anteriores: segurados que ganham até um salário mínimo começam a receber os depósitos cinco dias úteis antes do término do mês correspondente à competência que está sendo paga.

Nos meses em que as datas de pagamentos coincidem com feriados ou celebrações que interrompem o atendimento bancário, a ordem dos dias de depósitos sofre alteração.

De acordo com o INSS, cerca de 35 milhões de aposentados e pensionistas estarão na folha de pagamentos da Previdência em 2020.

Leia a Anterior

Bolsonaro recua e igrejas não terão subsídios na conta de energia

Leia a Próxima

Governo detalha regras do Contrato Verde e Amarelo