Integrantes da facção criminosa GDE são presos em mansão no Paracuru

A dupla foi detida por força de mandados de prisão preventiva

Compartilhe:

Dois suspeitos de integrar a facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) foram presos pela Polícia Civil em uma mansão disfarçada de lava a jato, no bairro São Pedro, Município de Paracuru, no Litoral Oeste do Ceará. A dupla é suspeita de cometer homicídios e praticar tráfico de drogas na Região.

O titular da Delegacia Municipal de Paracuru, delegado Régis Pimentel, revela que de acordo com as investigações, os presos Anderson da Silva de Oliveira, o ‘Cabeça’, de 28 anos, e Matheus de Souza Santiago de Oliveira, o ‘Matheuzim’, 22, ocupam posições de liderança na facção. A dupla foi detida por força de mandados de prisão preventiva.

No imóvel onde eles estavam escondidos funcionava um simples e precário lava a jato na fachada, sendo que nos fundos existia uma luxuosa mansão revestida no porcelanato e equipada com piscina térmica nas dependências, formando um indicativo de lavagem de dinheiro oriundo do tráfico se drogas, concluiu o delegado.

Compartilhe:

Leia a Anterior

Abastecimento de água é interrompido em cinco bairros do Crato

Leia a Próxima

Planalto concede aval para criação de dois ministérios