Justiça promove cursos telepresenciais para acelerar processos de adoção no Interior

Compartilhe:

Durante a pandemia do novo coronavírus, o Judiciário adaptou a forma de trabalho para dar continuidade aos processos de adoção nesse período emergencial, inclusive estendendo expertises e beneficiando várias comarcas. A Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional (Cejai), em parceria com a equipe da Coordenação das Varas da Infância e Juventude de Fortaleza, irá promover curso telepresencial para pretendentes à adoção com processos em comarcas do Interior.

A portaria que regulamenta os cursos de adoção nessa modalidade em todo o Estado, em substituição ao formato presencial, será publicada em breve. Como projeto-piloto, a primeira cidade contemplada é Iguatu, no Centro-Sul do Ceará, que recebeu o curso nessa terça-feira e nesta quinta-feira (21). Nos dias 26 e 28 de maio será a vez de Tianguá, na Microrregião da Serra da Ibiapaba. Ao todo, participam 46 famílias com processos envolvendo as duas comarcas.

A parceria para a realização dos cursos por videconferência foi proposta em razão do sucesso da capacitação ocorrida em Fortaleza. aA capacitação, que conta ainda com o apoio dos grupos de apoio à adoção Acalanto Fortaleza e Rede Adotiva, será realizada em dois momentos. No primeiro, são abordados os aspectos jurídicos e legais da adoção. No segundo, são tratados os fatores psicossociais. Além do curso, os pretendentes precisam passar por outras etapas como avaliação psicossocial, entrevistas e visitas domiciliares.

Compartilhe:

Leia a Anterior

CNC: endividamento das famílias alcança 66,5% em maio

Leia a Próxima

Judiciário do Ceará agiliza cumprimento de alvarás de soltura