Leonardo Araújo ataca cúpula do PSD e classifica de estelionato anúncio sobre Curso de Medicina da UFC em Tauá

Os ataques de Leonardo têm um endereço definido: a família Aguiar, liderada pelo ex-vice-governador Domingos Filho, que comanda o PSD no Ceará.

O deputado estadual Leonardo Araújo (MDB) classificou, nesta quarta-feira (12), em pronunciamento na Assembleia Legislativa, como estelionato com a população da Região dos Inhamuns da instalação de um polo de saúde em Tauá, com cursos ministrados pela Universidade Federal do Ceará (UFC) nas áreas de medicina, fisioterapia e enfermagem.

Os ataques de Leonardo têm um endereço definido: a família Aguiar, liderada pelo ex-vice-governador Domingos Filho, que comanda o PSD no Ceará. O deputado federal Domingos Neto, ao lado da deputada estadual Patrícia Aguiar e de Domingos Filho, anunciou, em suas redes sociais, com a foto do Reitor da UFC, Cândido Albuquerque, a expansão de cursos na área de saúde da UFC para a cidade de Tauá.

A notícia foi condenada pela Secretária de Gestão, do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro. Mayra cobrou o desmentido, pelo reitor da UFC, do anúncio feito por Domingos Neto e afirmou que a abertura de novos cursos de Medicina está congelada.

A declaração de Mayra gera constrangimento para o reitor da Universidade Federal do Ceará e ao deputado Domingos Neto. O assunto ganhou repercussão, nesta quinta-feira, no Jornal Alerta Geral (Rádios FMs 104.3 + 107.5, na RMF, +26 emissoras no Interior + redes sociais do Ceará Agora).

Leonardo Araújo usou expressões duras contra o grupo familiar e político liderado pelo ex-vice-governador Domingos Filho. Ambos são desafetos políticos e, nos últimos três meses, enfrentam ainda mais conflitos porque, no segundo semestre de 2019, Domingos tirou aliados do ex-senador Eunício Oliveira para o PSD.

Como resposta, Leonardo recebeu o aval de Eunício e garantiu de volta aos quadros do MDB dos prefeitos de Pacatuba, Carlomano Marques, e da cidade de Carnaubal, Ademir Martins. A guerra entre Leonardo e Domingos é cada vez mais intensa nos bastidores políticos. Outro desafeto de Domingos, o deputado estadual Audic Mota (PSB) debochou da notícia frustrada sobre a possível chegada da UFC a Tauá.

DEFESA DE DOMINGOS

A deputada estadual Patrícia Aguiar (PSD) não estava presente ao Plenário na hora do pronunciamento de Leonardo Araújo. O deputado estadual Osmar Baquit (PDT) saiu em defesa de Patrícia, de Domingos Filho e Domingos Neto e lamentou as expressões usadas pelo colega Leonardo Araújo que, em seu estender, sai do âmbito político para o campo pessoal ao expor divergências com a cúpula do PSD.

Confira vídeos:

Leia a Anterior

Salmito reúne assessores para avaliar 2019 e traçar planos do mandato para 2020

Leia a Próxima

Novo Centro Cirúrgico do IJF é inaugurado pelo Governo do Ceará e Prefeitura de Fortaleza