Luiz Pontes defende expulsão de Aécio e vê Tasso como ponto de equilíbrio no Senado

Compartilhe:

O ex-senador Luiz Pontes, em entrevista, nesta segunda-feira, ao Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Grande Fortaleza + 25 emissoras no Interior), cobrou uma autocrítica no PSDB com o reconhecimento aos erros cometidos ao longo da história, defendeu a expulsão do senador Aécio Neves e manifestou expectativas sobre a possibilidade do senador Tasso Jereissati ser eleito presidente do Senado.

”O que nos preocupa é não reconhecermos os erros que cometemos ao longo do tempo. Precisamos pensar um novo PSDB.
Se o Aécio não sair, tem que expulsá-lo”

”O que nos preocupa é não reconhecermos os erros que cometemos ao longo do tempo. Precisamos pensar um novo PSDB. Se o Aécio não sair, tem que expulsá-lo”, disse Luiz Pontes, que, embora fora da atividade parlamentar, se mantém ativo nos bastidores políticos e no PSDB. 

Ao ser questionado sobre a pré-candidatura de Tasso Jereissati ao Senado, Luiz Pontes afirmou que, ao alimentar o sonho de vê-lo no comando do Senado, não é bairrismo, mas sim a oportunidade de um homem ético, com equilíbrio e autoridade, dirigir o Senado para ajudar o Brasil e o próprio Governo de Jair Bolsonaro sem o toma-lá-dá-cá que marca a política brasileira.

Acompanhe a entrevista completa:

Compartilhe:

Leia a Anterior

Mais de 130 mil segurados não fizeram a ‘prova de vida’ e podem perder benefício

Leia a Próxima

Assaltantes fazem buraco em parede e arrombam agência bancária em Icó