Mais de 130 mil empregados domésticos tiveram redução ou suspensão de salário

Compartilhe:

O número de empregados domésticos que tiveram redução de renda ou suspensão do salário já chega a 138.209, de acordo com um levantamento mais recente da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, com base em dados registrados até 12 de maio. Por causa disso, esses trabalhadores vão receber o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm), fornecido pelo governo federal.

O programa, diferente do auxílio emergencial, que paga R$ 600 a microempreendedores individuais, autônomos, informais e desempregados, é destinado a pessoas que têm carteira assinada, mas tiveram alteração de contrato devido à pandemia do coronavírus, por meio da Medida Provisória 936. Os valores pagos se iniciam em R$ 261,25 e podem chegar a R$ 1.813,03 por mês.

O cálculo é feito com base no valor do seguro-desemprego que o empregado teria direito se fosse demitido, com base na média dos últimos três salários. 

Compartilhe:

Leia a Anterior

Ministro do STF retira sigilo de vídeo de reunião ministerial

Leia a Próxima

Queiroz Filho alerta para a dificuldade de inscrição para o Enem 2020 em tempos de pandemia