Mauro anuncia corte de gastos. Meta é economizar, em 2019, R$ 1 bi

Há motivos para preocupação: redução do ritmo da economia nacional, queda nas transferências de recursos federais e o crescimento dos gastos com a folha de pessoal

Mauro Filho volta ao Ceará a pedido de Camilo / Foto: Redação

O Governo do Estado entra, a partir do mês de junho, em uma nova fase de enxugamento de despesas. As medidas a serem adotadas devem ser anunciadas, nesta segunda-feira (27), pelo secretário de Planejamento e Gestão, Mauro Filho, e tem como alvo a redução de gastos nas áreas de terceirização, passagens aéreas e contratos de gestão e consultorias.

Há motivos para preocupação: redução do ritmo da economia nacional, queda nas transferências de recursos federais e o crescimento dos gastos com a folha de pessoal. As medidas transformadas em números podem dar resultado: a meta é a redução de despesas, em um ano, em R$ 1 bilhão e, ao mesmo tempo, aumento de arrecadação em R$ 1 bilhão.

Simultâneo a esse quadro adverso, o Governo do Ceará, segundo Mauro Filho, quer manter a capacidade de investimentos do Estado, com folha de pessoal em dia, manutenção dos serviços prestados à população e realização de obras consideradas essenciais para o desenvolvimento do Estado.

Como instrumento para monitorar a execução das medidas no campo administrativo e fiscal, o Governo lança, também, o Observatório do Federalismo Brasileiro. A finalidade do Observatório é acompanhar e analisar, de forma sistemática, as repercussões econômicas e sociais no Estado nas mudanças nas áreas fiscal, social e tributária no âmbito do Congresso Nacional e Executivo da União.

O ajuste da máquina do Estado, que se reflete no planejamento de obras e ações para as cidades do Interior do Estado e da Grande Fortaleza, ganharam destaque, nesta segunda-feira, no Bate Papo Político, no Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 + 26 emissoras no Interior + Redes Sociais).

Leia a Anterior

Comece o dia atualizado com as principais notícias do Estado!

Leia a Próxima

Queixas e insatisfações: Camilo recebe, hoje, deputados estaduais