Ministério da Saúde lança cadastro para mapear necessidade de equipamentos

Com o objetivo de promover a otimização dos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) o Ministério da Saúde está iniciando um levantamento detalhado sobre a necessidade de aquisição e distribuição desses produtos para regiões mais carentes. Os gestores municipais têm até o dia 30 de março para informar ao ministério os tipos de equipamentos e materiais permanentes existentes e/ou necessários para o bom desempenho das atividades. Os dados permitirão o estudo de ações regionalizadas e integradas do Governo Federal. O cadastro das unidades deve ser efetuado por meio de um formulário disponibilizado no site www.saude.gov.br.

Segundo assessoria do Ministério da Saúde, a medida está aliada à informação e transparência, que são consideradas prioridades pelo ministro Ricardo Barros. “Com o preenchimento correto desse formulário teremos condições de fazer um estudo minucioso das áreas das unidades de saúde que mais precisam de equipamentos de diagnóstico, como ressonância magnética, mamógrafos, tomógrafos e raio-x e/ou de terapia, como desfibrilador, bisturi elétrico e laser oftalmológico”, destacou o ministro da Saúde.

Todas as instituições que prestam serviço assistencial em saúde podem preencher o formulário e participar da seleção, que terá critérios específicos para cada tipo de equipamento e os devidos parâmetros para implantação, infraestrutura e especialidades da unidade, recursos humanos disponíveis, além da capacidade de funcionamento e financiamento dos serviços.

Após o preenchimento do formulário e análise das áreas técnicas do Ministério da Saúde, serão selecionadas as instituições que receberão os equipamentos, de acordo com o quantitativo e, principalmente, com as áreas de maiores vazios assistenciais. “Queremos reforçar o atendimento onde há mais carência atualmente, levando equipamentos de última geração para as unidades que comprovarem capacidade técnica, financeira e, claro, expertise para gerenciar as novas máquinas”, concluiu Barros.

Leia a Anterior

CNBB lança hoje a Campanha da Fraternidade 2017. No Ceará o evento será amanhã, quinta-feira

Leia a Próxima

Bancos reabrem hoje a partir do meio-dia